Avançar para o conteúdo principal

Breves

1. O senhor do sítio onde vou agora mimar a melena deve achar que sou a pessoa mais antipática à face da terra. E não sou. Mas entro quase muda e saio muito perto do calada. Educada, cumprimento todos, explico o que quero e depois hiberno, não faço contacto visual com ninguém e entrego-me à revista, ao livro ou ao IPad, consoante o tempo que vai demorar a coisa. Não é por mal mas por um lado, gosto mesmo de ir mimar a melena, relaxa-me (coisa rara) e adoro aquela paz, só para mim sem ter que interagir; por outro lado, já bem basta o ruído dos secadores, das conversas paralelas, pior... Das pessoas que fazem conversa de circunstância chataaaaaaaaaaaaaaaaa, obrigando à cortesia do cabeleireiro, só para se ouvirem, ou então que contam coisas da vida privada sem pudor. E eu só quero ficar mais loura, ou com o cabelo mais liso. That's it. Mas fico com algum remorso, admito, porém a fraca vontade de interação é mais forte. 

2. O anúncio da Stapples... A qualquer momento dá-me a travadinha e ouço, por casualidade, "mochila" e "princesas" na mesma frase e aplico um rotativo. Ca' nervos

3. Por fim, Luís Filipe Menezes ganhando no Porto e é a prova de que não podemos ter muita estima nem apreço pela malta. Queixam-se acto continuo dos políticos, generalizando que são uns vigaros, e depois é nos declaradamente vigaristas, corruptos, sem qualquer veia honesta que votam. Está certo!
Roma a arder é o que vos digo!  

Comentários

Pedro Almeida disse…
E uma voadora em vez do rotativo? Isso é que era.

Se fosse só no Porto, em Oeiras (supostamente o concelho mais educado do país) é a mesma tropa fandanga.

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats