Avançar para o conteúdo principal

as casualidades de ser eu

Sou fã das Kimmi Dolls. Já o havia afirmado. O Pai Natal, sob a forma de duas das suas mais importantes duendes, presenteou-me com presentes ligados com a Kimmi.



Duas amigas, muito especiais, nada a ver uma com a outram, creio que nem se conhecem deram-me uma boneca e um porta cadernos, da colecção Kimmi. O verdadeiramente extraordinário foi que quer a boneca quer o porta cadernos terem como base a mesma figura, ie, a kimmidoll Seiko.



A Seiko simboliza o "Sucesso", com o intuito de inspirar e motivar quem a detém. Para que a Kimmi Seiko realize todo o seu potencial nas várias áreas da vida da sua proprietária, esta tem que aspirar a fazer o seu melhor, a usar os seus sonhos de exito como inspiração na procura para atingir os seus objectivos e ultrapassar os obstáculos.



Mensagem recebida. Excelente "kika" (kick in the ass) como diria a incompetente (e pior professora de sempre da minha vida) professora de Recursos Humanos no MBA (irónico não?). É uma mensagem de alerta... Life is a bitch, mas há que sonhar e ter ambição, mesmo quando nos arrastam para pesadelos e nos querem cortar as asas.



Estas bonequinhas são mesmo giras. As minhas amigas ainda mais. Infelizmente, é uma dura lição para mim. E ambas concordaram em dar-ma, sem se conhecerem. É assim tão óbvio? Ai Pai Natal, acho bem que tenha ficado perdida uma dose de alguma capacidade de dar a volta às nuvens negras no meio das botinhas que estavam na chaminé.



Vou à procura, virá-las todas as botas ao contrário. Já volto...


Comentários

Fuschia disse…
Já as vi por aí, achei-as giras, mas não fazia ideia de que cada uma tinha um significado. De qualquer maneira, relacionarem-na com o "sucesso" é positivo ;)
Mónica disse…
Cara Fuschia, além de giras, sim, de facto todas têm 1 significado. é uma maneira reconfortante de tentar agarrar energia positiva

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats