Avançar para o conteúdo principal

Os meus dias são mais estranhos que os vossos

Quando a maioria dorme (espertos!), ou se entretém com as crianças, ou corre desalmadamente (para se sentirem bem, ou melhorar os seus tempos, ou poder escrever longamente sobre isso como se houvesse uma linha que separa quem corre e quem não corre e estes últimos bem podem ser abatidos) eu já estava na sala de espera para uma consulta médica.

Aquela coisa anual que nenhuma mulher gosta, muito menos a um sábado de manhã.

Durante o dia ainda tive depilação e, à noite, sim à noite, dentista.

Relembro, minha boa gente, que é um sábado. Não parece, pela tortura auto imposta, mas é.

Vou recolher ao leito com o som da puta da broca do dentista a retinir na minha cabeça.

Farta deste dia. Raios!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats