Avançar para o conteúdo principal

Pesadelo em Elm Street

A semana de 11 de Fevereiro avizinha-se poderosa em mau.

Temos o Entrudo que traz o Carnaval, talvez a comemoração do ano mais terrífica botada no mundo, que não é feriado nem lhe é conferida tolerância de ponto governamental mas mesmo assim alguém "deslarga" aquilo a bem? 

Pois que querem desfilar, pois que querem vestir e passear as criancinhas, pois que querem foliar. Pois que sim, usai férias. Mas mesmo assim não há modo de escapar a este frenesim. Sendo ou não feriado, odeio o estupor do Carnaval, dos corsos e do deplorável samba despido em meados de inverno.

2 dias depois, São Valentim. Eu até sou gaja para desbundar o dia. Quanto mais não seja porque adoroooooo presentes, e seriam 3 meses a recebê-los (depois do natal e do aniversário). Claro que isso só nos filmes, nos blogs das outras ou com mulheres lindas e que vão ao ginásio todos os dias. Os "underdogs" são isso mesmo: os outros. Isto de relações longas ensina-nos a relativizar datas sejam elas quais forem. Ausência de expectativas total.

Portanto, há os que se sentem miseráveis por estarem sozinhos no dia do romance, há os que estão acompanhados e ascendem à categoria de intolerantes à "lovedose" porque estão totalmente em modo DIY. E cansam-se. E há os que não ligam ponta a estas merdas. 

Seja como for é uma semana de ruído até mais não.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats