Avançar para o conteúdo principal

Sempre a mesma coisa

Sábado. Temos que fazer qualquer coisa. Nem que seja almoçar fora.

The other half insistiu e colocou-me uma lista de opções para escolha sem possibilidade de dizer não.

A minha decisão recai no restaurante na praia para almoçar e ver o mar.

Não só me sentaram 5 filas atras da linha da janela como The Other Half se sentou de frente para a vista. Eu vejo-o a ele ou à TV que dá Premier League.

"Da-se", odeio fins de semana. Excepto aqueles de pijama e um livro e umas valentes sestas.

Comentários

Unknown disse…
Mas pelo menos depois do almoço foram ver o mar ou ficaste mesmo com a neura?

Beijinhos e espero que o domingo seja melhor :)
Mónica disse…
Vi o interior do carrões regresso a casa
De onde nAo sairei!

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats