Avançar para o conteúdo principal

aventura por terras nunca antes visitadas

ainda não percebi mt bem onde raio é aquilo mas lá fui visitar o Dolce Vita Tejo
Tanta coisa pra nada de mais (salvou-se a companhia da amiga 5 estrelas e o lanche e depois jantar no starbucks, espaçoso e com empregados mt simpaticos; o mesmo se aplicava à Zara com uma equipa mt amável).
Avenidas largas, lojas grandes qb, uma primark assim pró assustadora e nada de mt. extraordinario. Não fui assaltada, não senti medo mas no starbucks há 1 aviso alertando para o facto de ser uma zona frequentada por carteiristas e por tal, ter cuidado com as coisas. Com 1 coisa assim, a malta pia mais fino.
Ainda estou na duvida se uma loja Tous ou uma Pandora sobrevivem ali mas pode ser só preconceito. Mas é algo contra-natura. Visualmente é pouco elaborado mas há luz e noção de espaço.
Geograficamente senti-me perdida pq andei em terras nunca antes navegadas aqui pela je. Não percebo a existencia de tanto shopping (logo eu que adoro compras) em zonas tão proximas, mas também não achei que fosse a Cidade de Deus. Não obstante, não vejo a razão para aquele centro existir (não há mais ideias para distrair as pessoas? Mesmo que elas não queiram subir a fasquia?). E para tanta loucura com ele.
Estarei a ficar madura?

Comentários

Anónimo disse…
Tens toda a razão: "não há mais ideias para distrair as pessoas?".
um beijo grande,
da amiga 5* (:-))

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats