Avançar para o conteúdo principal

coisas bizarras - II

- é estranho que o advogado de Jorge Silva Carvalho seja o Morais Sarmento.


Ele não desempenha cargos políticos, é facto. E é advogado, facto. Mas foi vice-presidente da Comissão Política Nacional  do PSD (2002-2005), foi Ministro. Esta proximidade permite-lhe saber coisas e é advogado de um outro que também sabe coisas e fala delas a quem pagar mais alto. Tipo puta. Que leva para a cama, metaforicamente, os segredos que todos nós lhe pagámos para guardar. É tudo muito sórdido, é o que vos digo.

- "Penso que por ser rico, bonito e um grande jogador as pessoas têm inveja de mim. Não encontro outra explicação". 


Dixit CR7 ou 9, ou o raio que o parta, sobre a discriminação de que é alvo, segundo ele, pelos árbitros, que deixam o desgraçado levar porrada à vontade. Até pode ter toda a legitimidade no argumento Calimero, e se é inquestionável que é rico, tudo o resto é discutível, provinciano e de um narcisismo assombroso. Os árbitros antes moviam-se, no caminho das sombras, por dinheiro, viagens ao Brasil ou fruta, mas com 'Tiano movem-se pela inveja, pela cobiça. Maravilhoso... Priceless

Gosto mesmo é de o ver chateado por ter estádios inteiros a gritar "Messi". Ser rico, bonito (oi? perdão? pode repetir?) e um grande jogador não são caracteristicas suficientes para lhe dar segurança ao ego. O Messi, que é pequenote e não está nem aí para a metrosexualidade de barraca, lá vai somando prémios. Lixado, não é 'Tiano?


- Porque insiste a MEO em gastar dinheiro, nos cinemas, naqueles 3 minutos pré-filme de alegada stand-up comedy


É tão mau, tão sem piada, que chega a ser constrangedor. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats