Avançar para o conteúdo principal

Filosofia de Blogues III

Há uns anos tinha uma amiga, dos tempos idos da faculdade, que na primeira vez que foi à Feira da Golegã, para impressionar os amigos da sua paixão, apareceu de calças pretas a imitar crocodilo  e umas botas de estilo lycra elástica de salto alto, da Versus (versace), ou uma marca assim. Estava um frio, chovia, havia lama e a única coisa apropriada que a rapariga tinha vestido era um oleado. 

Isto foi há 17 anos. Nunca me esqueci. Eu de jeans, bota alentejana e boina. Até me senti mal.

Lembrei-me disto porque, lá está, nas deambulações pela blogosfera nacional, tenho sensações  dejá vue. Isto no sentido de que há pessoas que no seu esforço pela evolução, não conseguem largar uma espécie de "provincianismo". E, estando "à moda", exageram no seguidismo, que confundem com estilo. 

Não é dor de corno. Ou melhor, até é uma espécie disso.  

Porque dá dó terem corpinhos tão "trabalháveis" e depois ... pronto, quadro de misérias, como diria a Mary (também conhecida como a gaja escorraçada por uma blogger LOL). Deram as nozes a quem não tem dentes, dassse

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats