Avançar para o conteúdo principal

(muito) politicamente incorrecta

Disclaimer: apesar dos meus muitos defeitos, uma coisa tenho segura - sou uma boa pessoa. 

Nem vou discutir, do mesmo modo como assumo aspectos da minha personalidade que podem chocar com outras pessoas, mas que são parte de mim. 

Queria esclarecer este "piqueno" tema antes que se possam concluir opiniões que não são as que quero transmitir (é-me um bocadinho igual ao litro mas enfim ... ). 

Sou contra a adesão da Croácia e da Sérvia à UE. Não concebo passar férias lá, ou torcer por atletas destas nacionalidades muito menos assumir ambos países como parte da UE (projecto em que AINDA acredito).

É preconceito? Pois, talvez seja, mas ... o MAS é muito forte.

É-me fácil recordar, infelizmente, as limpezas étnicas e as imagens de guerra. E é meu pensamento de que as gerações ainda não se renovaram o suficiente para superar as atrocidades que pais, tios, avós, amigos, irmãos cometeram ou foram vitimas. 

O lastro da maldade, em estado puro, ainda sobrevive, por muito acto de contrição que se faça. Não esqueçamos aliás que os criminosos procurados há anos, para serem levados ao TIJ (não é ao tribunal de comarca) só foram de "repente" presos e descobertos porque a UE exigia tal ao governo sérvio. Isto explica muito. 

Tenho consciência que serei uma voz totalmente dissonante e contra-corrente, sem qualquer impacto nas decisões burocrático-interesseiras. 

No entanto, é para isso que temos cabeça e voz. Para pensar e dizer.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Do acosso

Este calor que se abateu com uma força agressiva consome qualquer resistência.  O suor clandestino esbate vergonha e combate qual sabre as dúvidas.  A noite feita à medida de libertinos cancela as vozes interiores que alertam para mais uma queda dolorosa. A brisa quente atordoa, embriaga no contacto com a pele. O tempo pára, as palavras suspendem entre olhares que sustentam no ar tórrido toda a narrativa; qual pornografia sem mácula, mas plena de pecado. A lua cheia transborda e dá luz à ausência de sanidade que percorre no corpo. Tudo parece possível, uma corrente de liberdade atravessa-nos com o sabor do quente esmagado. E, mesmo assim, pulsa algo mais intenso. Mais derradeiro. Mais dominador. Mais perverso que o toque dos dedos. Mais agressivo que a temperatura irrespirável. O freio da impossibilidade.  A intuição luta com o medo e na arena o medo mesmo que picado tem sempre muita força. O medo acossa-nos.

na verdade, estou lá (4)

Villa Amanda The Corridor - Blue Sea, Cabo San Lucas, Mexico via Luxuary Retreats

na verdade, estou lá (6)

Calandra Porto Rotondo, Sardinia, Italy via Luxuary Retreats