Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2013

Das realidades óbvias

E a vida continua.  Azar! 

34º de loucura

Versão castanho chocolate Para celebrar o outono que há-de chegar.  Eu sou uma mulheres das estepes, é uma verdade. Uma fria com feitio soviético.  Obrigada, Zara, é linda........

Tudo tem uma razão

Breves

1. O senhor do sítio onde vou agora mimar a melena deve achar que sou a pessoa mais antipática à face da terra. E não sou. Mas entro quase muda e saio muito perto do calada. Educada, cumprimento todos, explico o que quero e depois hiberno, não faço contacto visual com ninguém e entrego-me à revista, ao livro ou ao IPad, consoante o tempo que vai demorar a coisa. Não é por mal mas por um lado, gosto mesmo de ir mimar a melena, relaxa-me (coisa rara) e adoro aquela paz, só para mim sem ter que interagir; por outro lado, já bem basta o ruído dos secadores, das conversas paralelas, pior... Das pessoas que fazem conversa de circunstância chataaaaaaaaaaaaaaaaa, obrigando à cortesia do cabeleireiro, só para se ouvirem, ou então que contam coisas da vida privada sem pudor. E eu só quero ficar mais loura, ou com o cabelo mais liso. That's it. Mas fico com algum remorso, admito, porém a fraca vontade de interação é mais forte. 
2. O anúncio da Stapples... A qualquer momento dá-me a travadinh…

O que me apraz dizer!

Assim é!

O desinteressado é mesmo "I don't give a shit". O obcecado é não parar até conseguir/completar/terminar...
Não, a normalidade não me assiste. 

E é isto!

Não me sai da cabeça o título de um livro que vi na Bertrand: "A mulher que decidiu passar um ano na cama". (E não tem nada a ver com montar um bordel) 


Monica's Day Off...

Por fim, um filme de jeito. Bolas! 


Vogue UK Harpers's Bazaar UK - Scarlett, FAB Elle UK 

Coffee, I ❤you

Calma? 
Piqueniques?  Pássaros? 
Deve ser mesmo isso! Tudo a ver...... Coisas simples da vida? Dormir. 


HRC, I miss you

Então, é assim*

*expressão que quando usada de forma repetitiva, como muleta, se revela em algo deveras irritante. 


Baixou em mim algum mau feitio e então vamos acelerar lá isto. 
Não entendo a ideia de ir de férias para sítios em guerra. Não concebo onde fica aquela coisa do encaixe moral de estar apanhar sol num sítio paradisíaco enquanto a quilómetros de distancia há mortes, ataques bárbaros a civis e um pais enfiado na sua chacina pessoal. Como é que nós nos sentiríamos se estivéssemos em guerra civil de Setúbal para norte, com mortes em catadupa, e no Algarve estivesse tudo na bolha, cheio de turistas a banhos? 
Quando é que deixamos de nos importar? Quando é que ficámos tão insensíveis e desinteressados e só nos preocuparmos se é seguro e se é uma chatice ter hora de recolher nocturna? Que pessoas são estas que nem sequer concebem perder o dinheiro que já tinham pago porque não fazem puta ideia do que se está a passar no Egipto? 
Num cenário diferente mas igualmente questionável como se vai passar …

Na verdade, estou lá #82

Lefay Resort & SPA Lago di Garda, Via Angelo Feltrinelli,  Italia























via  lefay

Sunday night wishes

Uma pessoa tenta! A serio! 

O que vejo quando fecho os olhos

Soa bem, não soa? 

Também me parece! 
E é isto que quero quando me reformar! :)