sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Já está!

Bom, bom e bom!

Toffe Nut Latte: Confirmado

Se eu tivesse um Starbucks ao pé de casa e outro ao pé do trabalho, era tão mais bem disposta. Era uma pessoa melhor. true story




terça-feira, 27 de novembro de 2012

coisas que me fascinam...

Este é daqueles temas que quando eu falo tenho a distinta sensação de que as pessoas com quem esteja a falar, sejam homens ou mulheres, novos ou seniores, olham para mim com comiseração do "tadinha, é solteira..."

Mas asseguro-vos que os meus neurónios que, seguramente serão mais que 2, não conseguem ao fim de 36 anos de vida perceber o porquê de "isto" ainda acontecer. Ultrapassa-me, é-me incompreensível e, sinceramente, não encaixo.

As mulheres, por todo o mundo, com maior ou menor expressão, com maior ou menor igualdade de oportunidades, invadiram o mercado de trabalho, chegam a cargos de topo, desempenham funções de alto nível nos órgãos políticos, judiciais e militares dos seus países, estão em maioria nas universidades e com resultados académicos claramente mais relevantes. As mulheres decidem se querem filhos, ou quando os querem. 

Decidem se querem mais mamas, menos rabo, mais cabelo, ou cabelo de outra cor. 

As mulheres saem de casa dos pais, compram casa e vivem sozinhas. Viajam sozinhas, conduzem SUVs que quase parecem mini-TIRs. 

Saltam de para quedas por divertimento, saem à noite em grupo e seduzem estranhos para one night stand. Vão a sex shops e têm mais do que um vibrador, como quem tem mais do que um telemóvel. As mulheres experimentam com outras mulheres, com homens mais novos, com homens mais velhos, com homens que amam muito. 

As mulheres, tenham a idade que tenham, saem à rua, seguras de si, de calções curtos; de saltos altos que desafiam as leis físicas; de leggins justas; e camisolas com suaves decotes. Ou então saem com meia dúzia de trapos mal amanhados que misturam sem grande lógica nem grande preocupação.

As mulheres levantam-se cedo, dão de comer aos filhos, levam-nos à escola, vão ao ginásio, trabalham horas a fio, vão à massagem, à manicura, ou ao médico das crianças, voltam a casa para tratar do jantar, aninhar os lençóis aos pequenos e apreciar ou o silencio ou o mais-que-tudo. Ou então são workaholics de Blackberry colado à mão e trolley sempre pronto para entrar num avião.

As mulheres fazem isto tudo. São isto tudo. 

E quando optam / decidem / escolhem casar, mesmo assim, põem o apelido do marido no Cartão de Cidadão, como se fossem um vitelo borrego a ser marcado. Em quê esse apelido extra de possessão ainda é necessário como sinal de estatuto ou elemento distintivo de ser "alguém"?  

Ao fim de anos, décadas, séculos, porquê? 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

X'mas List ≠ 2


A preparar-me para um natal com, vá, amor e carinho... Mesmo assim, na dúvida.
Mas não custa deixar na blogosfera desejos. 

✨✨✨
✨✨







The Little Black Jacket: Chanel's Classic Revisited by Karl Lagerfeld and Carine Roitfeld 

(daqui www.amazon.com)


Já que a exposição nem pensar, ao menos o livrinho, não?





Os clássicos de maquilhagem da Srª D. Bobbi
Love it....




Hermés Clic H
Só queria uma, a bem da verdade
Preta e prateada, sff.
SUSPIRO!


ah, pois é...


como gosto de ti...

Adorável Ursula, és pra' lá de linda, chique a valer e uma inestimável companhia!

Gosto muitooooooooooo de ti!


(foto via IKEA)



vamos lá, semana: bring it on!






"Don't be defeatist, dear - it's very middle class." , Lady Violet Crawley

domingo, 25 de novembro de 2012

sunday morning



Hoje foi assim e foi tão bom.... 

Enjoy the silence.

E, agora, vamos trabalhar!

sábado, 24 de novembro de 2012

I miss you ...

Voltem depressa, sim?
Agradecida.




(ultima temporada, já dia 15 Dezembro)




Das neuras

Hoje até me apetecia sair.

Estou em "mood" starbucks (ou similar) e dois dedos de conversa.

Pois sim, arrasto o lombo o fim de semana inteiro em casa que me lixo.

Amanhã porque trabalho, hoje ... porque sim.

Eternamente insatisfeita. Ou puta da vida.







(fotos via Starbucks Portugal)

Até me sinto mal...

Tenho uma Nintendo cor de rosa, pirosaaaaaa, portátil, oferecida pelo Moço há uns anos.

Aos dias de hoje sinto-me um ser vazio e que não soube aproveitar as ferramentas que lhe foram dadas para desenvolver-se e tornar-se uma pessoa melhor!

A minha Nintendo rosa-pirosa é de uma colecção especial de jogos de raciocinio lógico e matemático... Sinto-me uma pessoa a banir claramente da sociedade. Sou pra' lá de demodé!

Coisa bacana do fim de semana

ADORO a capa do ipad



sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Oi?

MNC: "Olá, boa tarde. Eu queria falar com a Drª X".

Pessoa: "Ah, a Drª não está."

Silêncio.

MNC: "Uhm, e vai voltar hoje? Ou é possivel deixar-lhe uma mensagem?"

Pessoa: "Não sei. Vou passar a chamada"

MNC: "À secretària? Podia dar-me o nome antes? "

Pessoa: "Ai não menina! A secretária da srª drª não atende chamadas. Vou passar à secretária da secretária, à d. Y."


Não, eu não caí da cadeira! Mas ia-me dando um valente ataquito!

Repetir atê à exaustão leva à crença



quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Bizarrias Caseiras

Quando estamos os 2 em casa, e sobretudo nestes ultimos dias em que tenho estado doente, e me deixo ficar pela sala aninhada em mantas até de madrugada, dou por mim a adormecer a ver bola e a acordar com novelas ou "seriados" brasileiros.

Juro por S. Gucci que o Canal Globo foi a invenção mais desastrosa para a minha vida social indoor.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

o charme (pouco) discreto da burguesia

Sempre me atirei para o beta. 

Nunca tive problemas com isso. 

Os outros, sim, tinham imenso problemas com as sweats das Amarras, as calças da Benetton e da El Charro, as mochilas Chevignon Girl, as camisolas em V da Burberry ou com o meu Barbour (18 anos depois, still bombing, ó ignorantes!), o fio de prata, bom... enfim!

Sempre me afectou um pepino, assim a modos como dizem os espanhóis.

Não foi preciso ter 30 anos, ou filhos, ou um T4, ou um monuvolume (tudo coisinhas que o tuga gosta ... não as crianças, note-se, que não são coisas, ok?) para advogar que se tivesse filhos os trataria por "você". E? Os meus pais tratavam os meus avós assim. Pelo meio descarrilaram no frenesim do 25 de Abril. Não fui mais mal educada por isso é certo, mas nos tempos que correm (e já corriam quando há 20 anos pensava da mesma maneira), o meu pensamento alinha-se por outro diapasão. Nada contra os meus pais, mas eu penso de outra maneira. Também não foi preciso ser moda e até os jogadores de futebol chamarem "Maria" aos descendentes para saber exactamente que nomes me dariam na gana.

E sempre tive orientação de esquerda como filosofia central de vida. Não quer dizer que não subscreva determinados pontos politicos da ideologia mais centro-direita mas em rigor sou de esquerda. Isso nunca me impediu de criticar a(s) esquerda(s) quando não me revejo nela(s). 

O que é curioso é que apesar de achar que sou das pessoas menos lineares que conheço, e mais claramente atropeladas pelo planeta, tenho pra' mim que sou bastante coerente nos meus cambiantes. Não mudei assim muito ao longo dos anos. 

Perdi inocência, joie de vivre e passei a ser mais bruta mas grosso modo sinto-me a mesma; e bastante contente quando penso que pessoas que há 15 anos se me vissem à porta da Kapital me chamariam de beta fútil para baixo, pessoas que apregoavam o ideal comunista  (e não é contra este que teço o comentário, atenção, que fique bem claro!) como se fosse um fim absoluto, que viviam na bolha hippie como se a roupa tivesse que ser comprada na Feira da Ladra ou a morte e os filmes somente franceses, polacos, romenos, quanto menos perceptíveis melhor; essas mesmas pessoas vibram em histeria com o Mini Ipad. Delicioso, não?

Quando um jovem revolucionário de esquerda "pura" dá nome de forcado ao filho... I'll die, citando a Rachel Zoe. 




true story


domingo, 18 de novembro de 2012

Xmas' Mode

Quero muito entrar entrar no espirito
Não está fácil! Mas há que manter o mood.




via Tiffany & Co.

alguém a ajude



Sobre as 50 Sombras de Grey

"Estou a gostar bastante. Nunca tinha lido nenhum livro e gostei tanto que o recomendei à minha mãe"

Está certo. De TODOS os livros que ela NÃO leu, bons, medianos, mediocres, maus, tinha que escolher o das sopeiras com o pito aos saltos.

Está certo... 

A mulher que nunca leu um livro. INTERNEM-NA!



alguém o ajude

Justin Bieber é uma pessoa com uns fusiveis que claramente fliparam


É um "rapaz" confuso no que diz respeito à sua identidade. Já não bastavam  as más musicas. 'Tadito.


No Desfile da Victoria's Secrets; o JB apresentou-se como um cruzamento da Hillary Swank no Boys Don't Cry com um cantor negro de um bairro tipo Bronx, orgulhosamente vestido de branco (vide Kanye West).

Há pra'a ali uma crise existencial e de auto-percepção assim meio estranha. Ele parece uma lésbica que se sente confortável no papel masculino. E acha que é preto (ou afro-americano).

Tudo bem que seja canadiano (o que para o Barney Stinson seria razão para explicar este fenómeno), mas vá, menos. E aquele namoro-casa-descasa com a latina bonita da Disney? Uhm... pois, sim! 

Isto é coisinha para ser tão bizara como o Michael Jackson.  



ideias para lembranças natalicias

A ZUG ESTÁ NO CHIADO



A ZUG abriu no sábado, dia 17, um quiosque nos Armazéns do Chiado. Durante a época de Natal, neste espaço estará disponivel A NOVA COLEÇÃO DE AUTOCOLANTES REUTILIZÁVEIS.

Para além de brinquedos interativos e pedagógicos para as crianças, estão também disponíveis decorações de Natal.

Mais sobre produtos da Zug através do site www.zug.pt ou do facebook: www.facebook.com/pages/ZUG-life-brand-design/386319984750518

Eu sou fã dos cadernos.


Coisas giras

Voltei a tentar perceber como funciona o twitter.

Assim, logo de imediato, foi-me dado a perceber que uma pessoa que eu conheço, ou em seu dia, conhecia, por lá me chamou puta.

Está no seu direito. Nada contra. Nem me chateia.

Causa-me espécie que conhecidos (amigos?) em comum nunca me tenham dito nada. A bem da verdade, não me surpreende muito. E imagino que os argumentos sejam "ah era pra' ti"?

Eu acho piada. A sério que acho!


sábado, 17 de novembro de 2012

Do Frio

Sou uma pessoa que gosta de dias outonais e frios de inverno.

Gosto do céu de Lisboa azul cheio de sol mas numa tarde fresca a pedir cachecol e óculos de sol.

Sou pessoa de casacos, cachecóis, chapéus, botas, scones e mantas.

Não sou fã de chuva, mas gosto de a ver cair, e vibro com trovoadas.

Gosto do culto da bebida quente, num sofá ou num café, e um livro, e deixar o tempo passar aninhada no cheiro a castanhas, a bolos.

Sou uma pessoa mais de indoor, de estar só do que em grandes agregações, de camadas do que pele à mostra. De me aninhar. De sentir o frio na cara. Do que gostar sentir o suor (credo!).





Central Park, NY

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

X'mas List ≠ 1

Sei que este ano o Natal é somente paz e amor (como nem gosto dos doces natalicios, nem isso me consola). Mesmo assim, não custa sonhar, certo?



MAC Fabulouness: 5 Smoky Eyes







Uma paleta de 5 sombras que combinam na perfeição para efeito Smoky. 



Bobbi Brown Basic Brush Collection


Inclui 6 pinceis (dos melhores que há!): Concealer, Foundation, Face Blender, Eye Shadow, Eye Liner and Eye Brow



Diz-me quem sou, Julia Navarro


1088 páginas!!!
Desde os anos da Segunda República espanhola até à queda do Muro de Berlim, passando pela Segunda grande Guerra e pela Guerra Fria, em ambiente de intriga, política, espionagem, amor e traição.




Optimus Alive 2013 - 13 Julho: Depeche Mode





ZARA Home: Copo de Natal Cassiopea Estrella

Podem ser uns 4 ou 6.