terça-feira, 20 de maio de 2014

Houvera danones gramaticais

Coisas que (ainda) me surpreendem: pessoas que dizem "prontos". Ou numa derivação muito própria, "prontes". 

De forma abrangente. Nem sequer se pode dizer que é uma erro de programação geracional. É um lapso de ignorância que o senso comum podia corrigir. Bastava um "bocadinho" assim... 

2 comentários:

Pedro Almeida disse...

Já lhe tinha dito o quanto gosto de mim? Hum, hum?

Mónica disse...

Eu "acaredito"