sábado, 15 de maio de 2010

A sabedoria dos outros, intemporal

Lá dizia Variações com tanta propriedade.

Ajudava que ele explicasse como começar, como se descobre por onde começar e onde arranjar a força sobretudo quando se está sozinho.

Conheço quem tenha mudado de vida radicalmente no ultimo ano e esteja tão bem consigo mesmo. Grande lição.

Fica a vontade, nas palavras de quem parece que falou comigo.
…..................


"Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens... que ser assim?...

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver
Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar"

2 comentários:

Anónimo disse...

Não estás sozinha. Beijo enorme

Monica disse...

Sou uma manif, de um só participante