sábado, 26 de maio de 2012

Overanalysis

Há coisas que me deixam mesmo muito triste. Destruida. Sem capacidade de reagir ou fazer um esforço para sorrir. 

Em momentos assim apetece-me fugir, desaparecer, deixar de existir, deixar de ter memória. Não recordar as coisas que me fazem saudades e me atravessam como adagas foram.

Nao ver, não falar, não estar. E como  não vai passar, não sou adaptável, não tenho energia para mudar, ou vou ser muito infeliz toda a vida ou não me resta vida. 

Mais valia não ter consciência disto. Mais valia não ter tido um intervalo de tempo em que fui feliz e não sabia. 

Sem comentários: