domingo, 11 de novembro de 2012

Crónica de uma Loucura Anunciada ≠ 5

1. Tentam enganar-nos com a putativa redução despesa publica, mas a CP vai ter 7 carros novos na frota. 2. Os juízes, que aplicam a já de si intrincada, complexa e arcaica justiça, advogam que há mínimos salariais abaixo dos quais é-lhes justificável ser corruptos. 3. Marcelo Rebelo de Sousa tem a derradeira ego trip e faz um videoclip confrangedor para exibição na Alemanha (tenho vergonha só de pensar em quem possa ter visto aquilo) e ainda acha que há "excesso de zelo" germânico (fora da grelha de programação TVI é a chamada noção de ridículo). 4. O pais agita-se em indignação pelas questiunculas entre os seres braindead que habitam numa cada fechada e animam os serões dos pobres de espírito que consomem este peep-show. Mais sorte ser puta e honrada do que ser audiência de baixo nível. 5. O Sporting já ganha (!!!) mas numa gestão de equipas que se queira efectiva, a chegada do seu novo treinador, nas manifestações demonstradas para o exterior, é pautada por atitudes pouco adequadas, sobretudo no contexto em causa, to say the least. 6. Há um triste azeiteiro que juntou as orelhas à cabeça e está feliz por isso; ainda bem, o espaço ocupado entre as orelhas sentir-se-á agora menos solitário e fará menos eco; é cozy. 7. Portugal é o país em que se destila ódio, com a rapidez do vento e da falta de discernimento, porque há ignorância - ignora-se o conceito da metáfora e de como "bife" pode ser uma analogia. 8. Quem quer fazer politica pela diferença não pode só afirmar-se diferente porque anda de transportes, ou recusa subvenções: dizer que solidariedade ou acção social é "caridadezinha" é coisa "de fatos" e "tias de Cascais" para se manterem ocupados a fazer favores aos pobres e mantê-los nessa categoria é estupidez em estado puro de quem nunca levantou o cu para ajudar quem precisa, quem anda a raspar o couro no Bairro Alto, cerveja numa mão, charro noutra a vomitar demagogia; o BE nunca vai chegar a lado algum a sua noção de sociedade limita-se à Pensão Amor, ao Adamastor e aos sindicatos. 9. Por este caminho, Relvas nem conduzir, de facto, pode; apenas aqueles carrinhos tipo eléctricos para quem tem a 4ª classe. 10. Pobres, á deriva, na falência emocional colectiva, à beira da psicose, mas jamais ficar atrás dos outros: também temos as nossas Sombras de Grey, neste caso do Daniel V., para aquecer os motores das sopeiras tugas. Fodidos, por fodidos ... SIGA!

Sem comentários: