terça-feira, 13 de outubro de 2009

nem sei por onde começar, a sério...

... que me sinto como o Michael Douglas no Dai de Raiva, diariamente? Não... demasiado dramático e real.

Vamos começar por um tema que não me diz assim muito mas ao qual acho piada... O PSD!

Ou melhor, as valências bélicas que aquele partido gera. Aquele lado da Lapa deve ter uma força especial qualquer que faz com que todos, mas todos, sejam conspiradores e achem que podem ser presidentes. Parece medieval. Mas gabo-lhes a coragem...não, a estupidez. É que ser Presidente do PSD é dos piores trabalhos do mundo (há outros, mas não personalizemos). Para a Drª MFL é uma maçada desde o inicio, mas mesmo se houvesse entusiasmo no titular do cargo, o ratio de durabilidade é baixissimo, o mandato está mais minado que Angola há uns anos e nem há detector de metais à entrada ... Pra' quê? Aquilo é só naifas para espetar nas costas uns dos outros. Parece a Cova da Moura com gangs rivais a disputar pelo território.

O PSD é o partido em que ninguem gosta de ninguém. Nem o PR os curte. Como podemos gostar deles? Ninguem confia em ninguém, como raio podemos confiar neles? A sério, fechem as portas, vão pregar pra' outra freguesia, façam uma cura de desintoxicação e voltem minimamente menos facínoras. Se fossem mas é trabalhar não tinham tempo para lixarem-se uns aos outros. Passavam a ter alguém que lhes lixasse a vida a eles ... Ou seja, real life.

Agora, um tema sério. Na ultima edição da Sábado (nº 284) falava-se de salários. Daqueles upa upa. Nestas coisas, já me conformei ao argumento capitalista / realista do José Mourinho sobre o CR9: "Se o Real está feliz por pagar €94 milhões, se o CR está feliz por ir ganhar aquele dinheiro, então estão todos felizes". Não gosto do argumento (devo manter alguma costela comunista) mas aceito-o como válido e pragmático. Assim, perante os valores expostos na revista, tenho 4 comentários:

Comentário 1: o Manuel Luis Goucha ganha €35.000, a Alexandra Lencastre €20.000. Nenhum dos 2 a meu ver merece sequer metade. Não merecem, ponto. E ninguem me convence do contrário. Há a historia do retorno que eles trazem mas comigo não contribuo um chavo para aqueles dois. Mas lá está, quem pode pode... O que é engraçado é que o Administrador da Prisa, o Polanco, ganha €13.279. O ADMINISTRADOR!!! Ora bem, só por isto eu já tinha corrido com o Moniz há mesmo muito tempo e a pontapé ...

Comentário 2: o Aimar ganha €200.000 (liquidos, estimativa). Como é que um gajo que ganha este valor não arranja um cabeleireiro DECENTE???

Comentário 3: achava eu que o Nuno Melo era um bocado chato com o Vitor Constancio na história do BPN e do BPP até porque, pronto, aquela malta lá desses bancos era mesmo má rés e a atirar para a sacanice valente. Mas para quem ganha €17.818 (3 vezes mais que o PM), o Vitor Constâncio devia trabalhar MAIS. Ler mais relatórios, estar mais atento, qualquer coisa... Eu não quero ajudar a pagar €17.818 a um gajo que é incompetente (os outros também são, mas este ganha mais!)

Comentário 4: o que é verdadeiramente indecente, ao nível do nojento, é que vivamos num país em que um Investigador Criminal da PJ ganhe €825 que são "só" €9 a menos do que ganha um Assistente da Central Telefónica no Tribunal Constitucional. Nada contra o Assistente Telefónico mas como podemos ter um país seguro se os policias têm que correr riscos por valores tão baixos? Tirou-me do sério! Tive vergonha de Portugal quando li aquilo.

E andamos desde Sábado a discutir a merda do playoff para o Mundial, e o tornozelo do CR9, como todos bons portugueses, mas depois ninguém pensa nisto. Irra, que país de idiotice pegada.

Para terminar ... muito se tem falado sobre os brasileiros convertidos em tugas à força para preencherem lugares na selecção portuguesa de futebol. Uma amiga que escreveu sobre o tema foi mesmo acusada em forum publico de xenófoba. Eu concordo com ela. Não é questão dos brasileiros terem nacionalidade portuguesa, é o modo pouco transparente e os fins que justificam as nacionalizações à pressa (quando há tantos emigrantes muito mais merecedores da nacionalização que desesperam por isso).

Posto isto, e não tendo nada contra os brasileiros, apesar de já ter lido coisas verdadeiramente ofensivas sobre este suposto nosso nacionalismo bacoco (e reconhecendo que há mtº tuga que não gosta de brasileiros, sejamos honestos), acho hilariante o video da Maité Proença.

A industria das novelas fez-nos idolatrar pessoas que nos estão tão longe, a todos os niveis, importamos e consumimos cultura brasileira a rodos, desde Caetano a Ivete, e não exportamos quase nada (culturalmente temos zero representação no Brasil, excepto o MST que, por acaso é amigo da Maité).

Agora é escandalo nacional os comentários de uma turista (figura publica / actriz) sobre um país do qual ela não conhece nada (e nem quer saber...), que assumidamente toma drogas e não bate bem da bola mas que tem direito á sua (desvairada) opinião? Mais uma vez, algo está mal no reino da tugolândia. É muitissimo bem feita pra quem acha que a) tudo o que vem do Brasil é bom; b) pra' quem consome novelas brasileiras em vez de ver coisas de jeito (que não são as portuguesas... leiam 1 livro, caraças!); c) que nós temos alguma importância globalmente falando para o Brasil. Mesmo assim, vivam as hawaianas, a Companhia Maritima e o Rio.



PS. o Antonio Filipe do PCP acabou de dizer na RTPN que umas declarações do Pedro Santana Lopes não têm lógica nenhuma. NÃO??? Mas algumas declarações, alguma vez, daquela santa boca tiveram lógica? Ó Antonio Filipe, conta lá coisas novas. Vocês no PCP estão fora de tempo, não???

2 comentários:

João Dias de Pires disse...

"(...) Tive vergonha de Portugal quando li aquilo. (...)

Só agora??

Anónimo disse...

Talvez se cada um de nós começar a analisar o que ganha em relação ao rendimento produzido para a empresa, região, pais, chegamos à conclusão que provavelmente ganhamos a mais. Mas será que também vamos publicar isso e deixar que outros opinem. Não podemos comparar privado com publico, gestores com tecnicos... nao podemos interferir com a economia de mercado. E já viram o que faz um investigador criminal na pratica...o que é um tecnico de justiça. Talvez alguns, caso não fosse esse belo emprego seguro, estivessem a contar para a estatistica do desemprego.
Alexandra