sábado, 31 de agosto de 2013

E é isto!

Custou-me deixar livros a meio. Arrastava-me naquilo apesar de ser doloroso. Até que uma amiga leitora compulsiva mas muito pragmática disse-me para deixar de ser parva e não me forçar a ler coisas que, apesar de valoradas por outros, a mim não me diziam nada. 

E desde então, não me esforço para acabar livros. 

Pode ser uma metáfora. 


Sem comentários: