quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Ida ao senhor doutor

Por incrível que possa parecer, sou uma gaja saudável. À parte do excesso de peso, receio que os médicos um dia me peçam para ser cobaia naquela lógica do "raro, mais raro não há".

Para quem é alérgico a peixe, gosta pouco de coisas tão saudáveis quanto inversamente sofredoras de nomes como brócolos, dorme vezes sem conta sem jantar apenas com misero copo de leite, e tem pouca disciplina nas rotinas alimentares e nenhuma disciplina no exercício físico, para além de ser um íman de ansiedade e stress e viver sempre consumida, sou (como em tanta outra faceta da minha sofrível existência)... um mistério.

Apesar da tristeza que me assiste, e do coração mais centrifugado que a roupa na máquina, tenho um electrocardiograma que é um mimo. "Nem parece que entrou nos 30!", dizia à médica. Oh senhora, já vou de saída e com muito drunfe receitado em cima do lombo.

Colesterol, baixissimo. Parece eu que nunca toquei em manteiga ou batatas fritas. Glicémia está bem e recomenda-se. 

Dormir. O truque está em dormir muito. Só pode. Bolinha mas bem dormida! Ora toma!

1 comentário:

Mary disse...

Sabes que mais?! Vaso ruim não quebra!!!

Nota: as minhas análises são iguais; sendo que a alimentação, é o que se sabe.