Avançar para o conteúdo principal

começar o fim de semana a RIR

1º, é sexta feira logo o mood anda mais para o espirituoso

  • Acabei de ver o Marco Caneira na sua apresentaçao como candidato a presidente da junta de freguesia de almargem do bispo... nada contra, a sério. Até simpatizo com o gajo. Juro. Mas alguem que lhe explique que nao pode falar em contexto politico com as mesmas palavras saidas de um flash interview após jogo... "Estamos a dar o nosso melhor", "equipa vencedora"? HELLO... 'migo, nao estás todo suado depois de andares atrás do esférico, a falar com um idiota qualquer que faz sempre as mesmas más perguntas.... Um esforcinho, vale? Não é a SportTV é uma Junta de Freguesia. Percebeste, Marco? Ou o mister faz um desenho?

  • Ainda em futebol, os Dinamarqueses estão bem mais à frente mas sao muito politicamente correctos. O "capitão" da Dinamarca, Jon Dahl Tomasson, provocou hoje Portugal, ao acusar, em tom de brincadeira, a equipa das "quinas" de "comprar" à pressa o Liedson no Brasil para suprir a necessidade de um ponta-de-lança. Teve piada e é verdade, porque raio há-de vir a federaçao dinamarquesa pedir desculpa? Nao se pode dizer a verdade?

  • Mantendo-me no futebol, hoje estou mesmo pra aí virada, o Pedro Ribeiro disse hoje que uma das potenciais razoes do amuo do Rochemback foi o aumento do preço da picanha... muito bom. Nao tão bom como as piadas ao Angulo na Benfica TV mas felizmente o Pedro Ribeiro nao é o inanarrável Quimbé, logo também não vai pelo caminho ordinarote (mas com piada, admito apesar de achar que o Quimbé devia ir ali ao burkina faso e não voltar)

  • as autoridades reguladoras, a associaçao de jornalistas, os criticos, os especialistas, os outros jornalistas, de outros canais, onde estava esta cambada toda quando a linha informativa da TVI era continuadamente sensacionalista, pouco informativa e especulativa, culminando com o Jornal de Sexta que deveria violar umas quantas regras deontologicas da profissao de jornalista? Tipo reportar, informar, expor factos vs. criticar, julgar, denegrir? senhores, nao ha jornalismo de investigaçao em Portugal, muito menos na TVI (até a imprensa local é melhor). A MMG devia ter um programa dela tipo cronicas para desabafar e dizer o que lhe apetecesse. Como pivot de um jornal nacional tem a OBRIGAÇAO de ser profissional. Não o era. Emitia opinioes, acusava tudo e todos, e sempre com discurso de que era o "beacon" da verdade.

Como a MMG era o meu idolo de meninice (foi por causa dela que 1 dia queria ser jornalista), decepciona-me muito. Mas é de rir as reacções e o escandalo. Aquilo era uma merda. Livra, é dificil de perceber? E mesmo a riqueza de informaçóes que podem durante anos ter descoberto perde credibilidade quando depois elas são expostas assim.

  • and now for someting completely different... a mulher do Cabeleira, capa da FHM deste mês... ja é tema da semana passada mas ainda me dá vontade de rir. Durante muitos concertos dos Xutos achei que o Cabeleira se passara para o lado do Senhor e ninguem o avisara; ou estava num estado de morto-vivo. Ele nao se deve ter apercebido da existencia de telemoveis, da Internet, da TV Cabo, de que o santana lopes foi 1º ministro por uns dias... De repente, acordou, passou a mexer-se em palco e, bum, casou com uma louraça com 2 piercings (1 deles num sitio "fonte de vida e prazer"), de sua profissão dançarina de espaços nocturnos e concentrações motards e também do varão, que humildemente assume que limpa a casa toda nua só com saltos altos (trabalhadeira a moça para os seus 24 anos, não???). Conclusão: o Cabeleira passou do Rock para as Drugs e, por fim, encontrou a luz e entregou-se ao Sex. Como pode não se venerar uma banda assim?

Comentários

Tigrão disse…
Gostei!
Espirituoso, avassalador, contundente.
Tigrão disse…
A equipa tá a dar a volta por cima. Tivémos uma primeira parte menos conseguida, mas mormente derivado dos passes de ruptura penso que está a ser dada uma resposta cabal a todos quantos criticavam o nosso trabalho.
Mónica disse…
é tudo uma questão técnico táctica... Em linguagem Machadez "Diziamos eu"...

Mensagens populares deste blogue

gaja à beira da loucura

Isto pode paracer a demência absoluta mas já estou por tudo. A Alexandra Solnado (isso mesmo, este post vai por esse caminho...) dizia numa entrevista, há umas semanas, ao promover o seu mais recente "livro" que a maioria das pessoas que lhe aparecem para consultas, são pessoas doentes - jura?!
Agora, a sério, as pessoas padecem de doenças fisicas e, no seu desespero, que nem é discutivel porque cada um saberá o que se sente quando se chega a esse patamar, procuram ajuda ou conforto no projecto da Alexandra Solnado (é assim que se chama). Posto isto, explicava a Alexandra Solnado que as doenças são, não obstante, reflexos de outros problemas mais antigos ou e a outros níveis. Não me recordo dos exemplos que ela dava mas era algo como pessoas que tinham tido muitos desgostos e uma vida marcada pela tristeza, desenvolviam uma doença grave em especifico, localizada numa área do corpo em particular. 
Ora, e dando o beneficio da duvida a esta teoria (pois que temos a perder?), gosta…

Inesperadamente, a semana passada

Uns dias bons.
O  25 de Abril. Comer caracóis, os primeiros deste ano. Passear e trabalhar no Porto, deambular nos Clérigos. Diariamente, sessões de The Newsroom e Melhor do Que Falecer. O Pedro Mexia e os ferrinhos na emissão especial do Governo Sombra (e a banda sonora e a Manuela Azevedo e as citações certeiras de Salazar bem seleccionadas por Ricardo Araujo Pereira). O Benfica, tão grande! Opá, o Benfica ❤️

Organismos Unicelulares ...

"alimentam-se" de pequenos prazeres (no pouco tempo) quando não estão a trabalhar (como é o caso!).





Filme para incomodar, para gerar desconforto, que nos deixa sem conseguir estar sentados. Um filme que não é para quem não se gosta de ver ao "espelho".  A ultima cena, explica tudo. 


Por fim, TV Cine Séries. YES!



National Geographic, às 2ª F

A rever. O Original. Só este interessa. 



De volta. Gente estranha. Dia 25!