segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

mea culpa

"No one can make you feel inferior without your consent"
Eleanor Roosevelt.

É tão verdade.

Ter permitido que me fizessem isso, uma pessoa via proximidade inquestionável natural que não se ousa (pensamos nós) contestar, outra pela posição de poder a que erradamente não menosprezei, é uma herança que estou a pagar com juros. 

Não só deixar que alguém, ou muitos, nos façam sentir uma merda dá cabo da auto-estima de uma pessoa (e é preciso ter tomates de aço para resistir e não se deixar afectar) como ter noção de que, em ultima analise, a culpa é nossa, que o permitimos, que não dissemos "basta", agrava a sensação de fracasso,   a frustração e é algo que nos persegue. 

É lixado.

Sem comentários: