segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O 1º dia na nova escola



O regresso às aulas era sempre um xitex. Cadernos novos, o estojo do Sempre em Festa a fazer conjunto com o dossier, com o porta documentos e o porta moedas. A mochila Chevignon imaculada à espera de ficar suja para parecer usada e cool. A lapiseira com minas 0,5mm, as canetas de várias cores. Os livros tal como saíram da rotativa, ainda a cheirar a papel não manuseado. O cabelo bem arranjado. As roupas novas. Tudo para impressionar. Ou para criar um buffer de conforto.

A bem da verdade, sempre gostei de voltar às aulas. Declaração que me vai valer incómios como "tótó" ou "nerd" mas é um facto. Gostava de conhecer novos colegas, dar vida aos cadernos e ajavardar os livros com florzinhas desenhadas com a cabeça na lua.

Hoje foi como um 1º dia de aulas. Escola nova, mesa limpa, computador a brilhar. Novas caras que me olham com curiosidade perante a minha vontade de me enfiar num buraco e ficar a observar. Rostos e mais rostos aos quais está a ser difícil, no imediato, associar o nome. Mais fácil memorizar onde estão sentados.

Não é pêra doce ser-se o new kid of the block. Por muito que nos digam onde nos sentamos, como devemos usar a farda ou onde estão as casas de banho, fazemos tudo a medo. Que nos topem. Sintam o nosso constrangimento. Ou a face corada. Sorrio, simpaticamente. Está-me nos genes. Não consigo não ser amigável. Será que acham irritante? Se calhar nem dão por mim.

Com 30+4 anos, quase tinha perdido a esperança que esta sensação de querer chegar, com muita vontade, a um sitio desconhecido e enfrentar o horizonte.

Hoje fui um bom primeiro dia. 

De aprendizagem. Sobre os outros. E de mim.

2 comentários:

Bruno P disse...

Way to go! Boa sorte.

Luisinho disse...

Para ti será como um passeio no parque!
Tal co o tu, também gostava sempre de voltar à escola...e nunca fui nerd! :)

Beijinhos e felicidades