Avançar para o conteúdo principal

& I wonder ...

Já aqui mencionei que uma das coisas que menos gosto na blogosfera são os Anónimos. 

Também não acho muita piada quando em blogs os donos dos mesmos (ou visitantes) atacam Anónimos (independentemente das opiniões destes serem para lá de estúpidas ou ofensivas, algumas vezes) com base unicamente no argumento do anonimato quando esses mesmos blogers (ou comentadores) ... também o são. A diferença é que têm um nick, um endereço de mail para o qual se pode enviar um email a chamar de "querida" para baixo mas, a bem da verdade, 80% das pessoas que os lêem não sabem quem está por trás do blogger. 

Nada contra. É uma opção que dá liberdade, oh se dá. 

Se não tivesse o meu nome aqui exposto o divertido que seria este blog! Porque para contraponto à aridez das minhas emoções, há tanta coisa surreal e deveras divertida noutras dimensões da minha existência, que poderia dissecar. Porém, como há pessoas que aqui me visitam e que de uma coisa hiper-mega privada retiram ilações publicas descabidas e alucinadas e propagam boatos sobre terceiros, a minha opção é não dar azo a historias sobre outros (excepto quando não haja hipótese de criar dano a quem quer que seja). Seria terapêutico mas aguente-se. 

Voltando aos Anónimos: não gosto. Ao menos, um nick. A sério. 

Curioso, não obstante, como os Anónimos que enchem de comments tóxicos essas caixas de comentários pela blogosfera fora, de repente brotaram que nem cogumelos no Boom Festival no blog da Stylista por causa de um Giveaway (conceito paralelo à Pandora: arrepia-me até o ultimo pelo que não tenho nos braços!) de uma clutch verde-alface (!) da Prada. 

Há pouco: 870 nomes e emails escancarados e a grande maioria dos users eram Anónimos. 


Giro, não?


(não estou contra o sorteio, promoção, whatever; NADA! Só acho engraçado como as pessoas expõe dados que consideram suficientemente privados para se registarem mas que entretanto estão totalmente disponiveis para quem quer ver!)

Comentários

Cailin disse…
nunca entendi, sinceramente, qual é o objectivo porque não acrescentam nada! e tb tou ctg, não alimento discussões de cabeças e pessoas vazias que só estão aqui pra destruir.

Mensagens populares deste blogue

A importância de se chamar Candidato

Numa altura em que as empresas recorrem cada vez mais às redes sociais para procurar candidatos a postos de trabalho (89%) e que 65% por cento é bem-sucedida, conseguindo contratações satisfatórias (Fonte: PR Comunicácion) convinha que as empresas de recrutamento e de executive search pensassem um bocadinho mais sobre o seu modus operandi.


Falo por experiência, por conhecimento e por não ter conseguido efectivar mudanças. 

O headhunter da velha guarda, armado em doutrina maquiavélica, que nunca leu, perspectiva o candidato como um meio para atingir um fim: facturar.  O candidato só serve enquanto servir os interesses do projecto. A satisfação do cliente é posta à frente de tudo e todos. Esta sobranceira linha de raciocínio,  a frio, tem alguma razão de ser. Quem paga as contas são os clientes. Como metodologia, é um erro crasso.
Num mercado concorrencial, um factor claramente diferenciador é a relação que se estabelece entre um consultor e os seus candidatos, pelo menos com aqueles que a…

Da alegria

Gosto desses olhos que se iluminam e que pausam em mim como se nada mais existisse naquele longo momento. Esse olhar decidido, seguro, revelador de um modo de estar ciente do que se quer e descomplicado.
Fazes-me rir. Como se o mundo fosse fácil. Como se salvar-me das trevas não fosse uma missão mas sim manter-me saciada, livre, às gargalhadas, serena e em silencio, a ler com as pernas esticadas sobre ti.

Gosto das madrugadas de surf, mesmo ao frio. Dos beijos salgados e daquele teu cheiro misturado com água gelada. O cheiro que ainda hoje me faz ficar apreensiva, receosa, quando acordo a meio da noite e te ouço a respirar devagarinho e aquele cheiro está encostado a mim. E como aquele cheiro me apareceu e inundou de alegria.

I shine

Kiss me before you break my heart. There is still room to be damaged for every breath I take on myself and for myself. I regain confidence on me on every touch of you, even those that will be lost. 
The shivers running down on my spine awaken me and allow me to make you feel stronger, bolder, in love with life. 
I expand my senses while you will torn my world apart. We are under the same sky but I am meant to be a trail of light rather than a guiding star. 
I will burn your soul and you will break my heart. Yet I shine. So, kiss me and let's pretend.