quinta-feira, 30 de junho de 2011

Filosofia de Blogues III

Há uns anos tinha uma amiga, dos tempos idos da faculdade, que na primeira vez que foi à Feira da Golegã, para impressionar os amigos da sua paixão, apareceu de calças pretas a imitar crocodilo  e umas botas de estilo lycra elástica de salto alto, da Versus (versace), ou uma marca assim. Estava um frio, chovia, havia lama e a única coisa apropriada que a rapariga tinha vestido era um oleado. 

Isto foi há 17 anos. Nunca me esqueci. Eu de jeans, bota alentejana e boina. Até me senti mal.

Lembrei-me disto porque, lá está, nas deambulações pela blogosfera nacional, tenho sensações  dejá vue. Isto no sentido de que há pessoas que no seu esforço pela evolução, não conseguem largar uma espécie de "provincianismo". E, estando "à moda", exageram no seguidismo, que confundem com estilo. 

Não é dor de corno. Ou melhor, até é uma espécie disso.  

Porque dá dó terem corpinhos tão "trabalháveis" e depois ... pronto, quadro de misérias, como diria a Mary (também conhecida como a gaja escorraçada por uma blogger LOL). Deram as nozes a quem não tem dentes, dassse

Sem comentários: